Arquivo da categoria ‘Lugares’

Estive em Paranaguá, litoral do Paraná, entre os dias 10 e 17 de abril, mais ou menos um mês após os deslizamentos de terra provocados por fortes chuvas! Muitas pessoas ficaram desabrigadas e um outro tanto desalojadas! Um mês depois fomos ajudar ás vitimas dessa tragédia imensuravel que não da pra se ter uma real noção vendo apenas pela televisão! Muitas pessoas que nasceram e cresceram em sitios e vilarejos nas regiões dos deslizamentos, estão inconformadas por terem perdido tudo ou por terem que se mudar, por conta do risco que agora existe de permanecer no local! Cenas chocantes me levaram a pensar no tamanho dos meus problemas se comparados a problemas como esses que essas pessoas estão enfrentando! Vejam algumas da centenas de fotos que fiz por la!

Anúncios

Mais uma vertente inédita da fotografia pra mim, fotografia de arquitetura! Achei muito interessante esse trabalho, fotografar gigantes estáticos, parece simples né?! Não se engane, você não é capaz de imaginar o trabalho de pós-produção que fotos externas de arquitetura em uma cidade arborizada e cheia de postes com rede elétrica aérea como Maringá, podem gerar! Então, se pintar um trampo assim pra você, tome cuidado, você pode gastar mais do que imagina para fazer essas fotos, capriche no orçamento!

Eu ja tinha ido pra Curitiba outras vezez, a trabalho ou fazendo algum curso, ou seja, aquela correria, sai do hotel e vai pro curso, sai do curso a noite e vai pro hotel muito cansado, toma banho, deita e dorme! Mas dessa vez foi diferente, estive em Curitiba unica e exclusivamente pra relaxar um pouco, jogar papo pro ar e fazer fotos, muitas fotos! Descobri que essa cidade é encantadora e se você não tomar cuidado, ela rouba teu coração e você é absorvido pela vida maravilhosa que da pra se ter la. Com sua praças, bosques, avenidas largas, clima meio que europeu com um friozinho gostoso pela manhã e a noite, seu centro histórico com muita coisa interessante pra ser ver, visitar e conhecer, com sua cultura, museus, teatros e toda sua excelente estrutura, Curitiba ganhou pra sempre um lugar no meu coração e torno-se sem dúvida uma opção de lugar pra morar no futuro! Veja um pouco das fotos que fiz por la e pretendo voltar muito em breve pra uma nova sessão de fotos e jogar mais papo pro ar tomando um cappuccino no calçadão da XV!













Pra quem não conhece, existe um lente chamada Fisheye, no bom e velho português é a olho de peixe, talvez esse nome se dê pelo fato de essa lente alcançar um ângulo de visão de 180º, parece com o olho de um peixe mesmo! Eu particularmente adoro essa lente, principalmente para fotografias de esportes, porque ela gera um efeito distorcido que eu adoro, as fotos fogem do comum! ela também é ótima, se não, ideal para fotografia de interiores onde é preciso mostrar a maior parte do ambiente possível! É um lente cara e de altíssima qualidade, quem tem uma lente dessas preza muito pelo seu cuidado! Abaixo seguem alguns exemplos de fotos utilizando a lente fisheye!

Eu no momento da captura da imagem acima




Condimentos, doces, cachaças, frutas, verduras, legumes, artesanatos, artes em madeira, pimentas, especiarias de outras regiões e estados, queijos, vinhos, comidas, bebidas e etc… junte tudo isso ao atendimento de pessoas muito simpaticas, e terá um pouco do universo que é o Mercadão municipal de Maringá, um ótimo lugar para se passar uma tarde, fazer algumas (muitas) fotos e conversar com pessoas interessantes e muito atenciosas! Pra quem não conhece o mercadão, não perca mais tempo, pra quem já conhece, vale a pena voltar, mas sem pressa!

Era tarde de sexta, eu estava dentro do velodromo da vila olimpica de Maringá fazendo fotos de skate! O sol estava baixando e o Cayo (esse da foto) estava filmando a manobra de skate! Quando eu olhei para o lado em um intervalo entre uma manobra e outra, vi essa cena, um contra-luz lindo, o fundo meio amarelado e o Cayo estava no lugar certo e na hora certa! Desliguei o flash, fotometrei na luz atras dele e click! Esse ai é o resultado!

Ficha técnica
Camera Nikon D300
Objetiva: 18-135mm
Distancia focal: 70mm
Exposição: 1/2000s
ISO 200
f9

Contra luz

A boa e velha catedral de Maringá sempre rende belas imagens, não é atoa que é o principal cartão postal de Maringá!
Essa foto foi feita no começo de minha carreira como fotógrafo, e agora, pouco mais de um ano depois, uma notícia inesperada! Essa imagem foi negociada com a revista carioca Seleções do grupo Reader’s Digest Brasil (www.selecoes.com.br) e será publicada na edição de janeiro de 2010!

Ficha técnica
Camera Nikon D40 (essa ja era)
Objetiva: 18-55mm
Distancia focal: 18mm
Exposição: 1/250s
ISO 200
f22

Catedral

Catedral de Maringá